Blog do Döll



  • 27/10/2017
  • visibility 1285
6 aplicativos de produtividade que não podem faltar no meu celular

Não sou daquelas pessoas que instala mil e um aplicativos no celular. Procuro manter no aparelho somente o que de fato utilizo. Afinal, menos é mais. Além disso, muitos aplicativos são apenas versões “encaixotadas” daquilo que pode ser usado e acessado diretamente no navegador web, dispensando, portanto, a instalação do respectivo app.

O conceito do smartphone que conhecemos hoje, sem um teclado físico e com o propósito de ser uma espécie de computador de bolso, foi desenvolvimento pela Apple e lançado no dia 29 de junho de 2007 com o nome de iPhone. A Apple vendeu 270 mil aparelhos nos dois primeiros dias e nos seis meses seguintes, foram 3,4 milhões de unidades vendidas. Um ano depois de Jobs ter anunciado o iPhone, o preço da ação da Apple havia dobrado.

Ao que tudo indica e as pesquisas apontam, o uso dos dispositivos móveis, como são chamados, aumenta ao passo que os desktops e notebooks são menos utilizados, seja em casa ou no trabalho. Na semana passada, em um shopping de São Paulo, experimentei o Dex, um produto da Samsung que transforma o seu smartphone em um desktop. Basta encaixar o celular na base e, com ajuda de um teclado, mouse e monitor externo, cria-se uma estação de trabalho muito versátil.

80% do uso do meu smartphone é para trabalho e nestes últimos anos já instalei e desinstalei muitos aplicativos para avaliar a praticidade, usabilidade e eficácia na otimização de aspectos diários de organização, seja da minha vida pessoal ou dos meus negócios. Neste post, resumo e conto pra você quais são os 6 aplicativos que configuro imediatamente quando troco de aparelho.

 

  1. Google Calendar

 

Há muito tempo não uso agenda de papel. Acho até hilário quando um fornecedor me presenteia no final do ano com uma agenda enorme, que acaba virando rascunho para as artes dos meus filhos. São diversas as vantagens de adotar uma agenda digital. Agendar compromissos recorrentes, tal como uma reunião que acontece todo dia primeiro de cada mês, é simples. Ao definir uma agenda, é possível notificar os convidados por e-mail. Classificar cada compromisso usando cores é uma maneira de se organizar com praticidade. Outro benefício são os calendários compartilhados. Por exemplo, em nosso escritório criamos um calendário compartilhado para a sala de reunião. Todos conseguem enxergar os horários em que a sala de reunião está disponível. Tenho no meu Calendar lembretes dos aniversários de todas as pessoas que trabalham comigo. Costumo dizer que o hábito de anotar aquilo que facilmente é esquecido significa antes de tudo, humildade.

 

  1. Evernote

 

Como induz a identidade visual do app, este serviço representa uma memória de elefante. Registro nele tudo o que pode ser útil no futuro, seja por meio de uma imagem, texto, áudio ou um documento PDF. O Evernote pode funcionar como uma espécie de repositório eletrônico de documentos pessoais. Já me salvou algumas vezes. Certa vez, cheguei em um hotel e esqueci a identidade dos meus filhos. Rapidamente saquei o celular e o “elefante” me acudiu. A possibilidade de classificar as notas em cadernos e etiquetas promove uma versatilidade enorme ao serviço.

Uma funcionalidade interessantíssima é a busca de texto dentro de uma imagem. Por exemplo, você tira a foto de um contrato e adiciona no Evernote. Mais tarde, você pode buscar pelo contrato a partir de um texto que é reconhecido na imagem. O maior sinal de que uma pessoa é organizada é medir quanto tempo ele leva para encontrar uma informação que precisa. Acredite, o Evernote, é um grande aliado.

 

  1. Trello

 

Sabe aquelas coisas que você pretende fazer um dia, seja na semana que vem, no ano seguinte ou quando seu filho nascer? Ou então aqueles insights que você tem quando menos espera? Conheço pessoas que dormem com pedaço de papel e caneta ao lado (acho exagero, a noite foi feita pra dormir de verdade). Muitas empresas adotam a idéia do post-it, aqueles papeizinhos coloridos patenteados pela 3M, que permitem tornar explícitos os pensamentos que eram tácitos. O Trello é uma ferramenta eletrônica para organizar estes pensamentos. Pode funcionar, na verdade, como um instrumento para organização de tarefas futuras. Ele trabalha com o conceito de quadros e times. Principalmente, se você participa de vários projetos com equipes distintas, é uma mão na roda. O uso de tags que classificam os cartões permite um filtro posterior que facilita a gestão dos processos. Outro ponto a favor é que o trello trabalha em consonância com duas relevantes metodologias. Uma delas é a GTD (Getting Things Done), um método de gerenciamento de ações que dá nome ao livro de David Allen. A outra é o Kanban, aquela famosa técnica japonesa que permite separar seus objetivos em “a fazer”, “fazendo” e “feito”. Claro, conhecer bem estas metodologias permitirá a você explorar ao máximo o Trello.

 

  1. Mindly

 

O Mindly é um aplicativo que utiliza o conceito de mapas mentais ou “mind maps”. Você já deve ter percebido que antes de explorar todo o potencial de um aplicativo ou serviço, você precisa conhecer o conceito. O mapa mental é uma espécie de diagrama de ideias, concebido pelo psicólogo Tony Buzan. Ele é ideal para o “toró de idéias”, como costuma me falar um amigo, ou brainstorming. Utilizo muito quando quero planejar uma aula, uma palestra ou um post como este. A principal vantagem do mapa mental é a visão hierarquizada das ideias. O diagrama inicia a partir de uma ideia central, da qual são irradiados os conteúdos relacionados. Um mapa mental pode te ajudar a romper com a estrutura linear na organização das ideias, permitindo que você entenda o papel das interações entre as diferentes partes de uma aula, palestra ou post. Um mapa mental pode ser desenhado numa folha de papel, mas o Mindly é uma ótima alternativa. Muito simples de usar, o app permite criar um repositório de mapas mentais. Tenho o hábito de usá-lo, por exemplo, quando estou no avião e tenho pouco espaço para “manobras artísticas” em papel.

 

  1. Slack

 

Em nossa empresa, temos apenas um grupo de whatsapp entre todos os colaboradores, que é conhecido como grupo da zueira. A propósito hoje, ao todo, devo participar de no máximo uns 6 grupos de whatsapp. Aplicativos mal utilizados consomem tempo em demasia. Todos os assuntos e interações sérias e corporativas são realizadas num serviço chamado Slack, que funciona tanto no desktop quanto no mobile. No primeiro dia de trabalho, o recém-chegado é apresentado ao Slack. Além de representar uma plataforma mais objetiva e funcional, o slack permite uma busca estruturada por conversas e assuntos já tratados. Nele, é permitida a criação de diversos canais, que podem ser públicos e privados. O flexível trânsito de arquivos e a interoperabilidade com os serviços de nuvem, tais como google drive e one drive, são duas grandes vantagens. Outro ponto a favor é a integração com demais ferramentais, como por exemplo o Trello, sobre o qual já conversamos. Mudanças em cartões ou times no Trello podem ser notificadas em canais do Slack.

 

  1. Mobills

 

Logo que ganhei meu primeiro salário, comecei a por ordem no meu dinheiro. Uma das primeiras iniciativas foi a compra de uma agenda eletrônica da Casio com seus incríveis 64kb de memória, na qual eu registrava todas as minhas receitas e despesas.

Era tudo muito arcaico mas cumpria seu objetivo, além de funcionar como agenda de contatos. Naquela época o “tijorola” não tinha nem dado o ar da graça. Foi importante para que eu criasse o hábito de controlar minhas movimentações financeiras pessoais. Hoje, as coisas ficaram mais fáceis. Uso o Mobills com este propósito. Na medida do possível, pago todas as minhas despesas com cartão de crédito. Tenho um pessoal (nubank) e um familiar de um banco tradicional, que aqui em casa, é chamado de “bolsa-família”.

Toda compra no cartão gera um SMS ou notificação “push” que é automaticamente importada pelo aplicativo. Na importação, a compra é devidamente classificada, na maioria das vezes. Desta forma, consigo saber que nos últimos 12 meses gastei 419,00 com serviço odontológico. Além das categorias, são permitidas tags que facilitam ainda mais o filtro e a geração de relatórios muito interessantes para análise de gastos, despesas e fluxo financeiro.

Dos aplicativos que relatei neste post, o Mobills é o único que eu pago para usar a versão Premium. São 79,00 anuais que, considero, são bem gastos. Recentemente, além da integração com o Nubank, a medida que você explora os recursos do sistema, você ganha pontos. Atualmente, tenho 1435 MB$ que podem ser transferidos, por exemplo, para o Multiplus. Um incentivo a mais para quem acredita que a vida é um game.


Mais vistos



Ter felicidade ou ser feliz?
3695 visualizações
Menos, porém melhor
2015 visualizações
A vida é um game
1379 visualizações